Notícias   



Governo fará operação emergencial de abastecimento de água

Aumentar o texto: A- | A+
Governador autorizou a perfuração de poços e o atendimento à população por meio de carros-pipa

O governador Wellington Dias reuniu gestores dos órgãos estaduais, no Palácio de Karnak, na manhã desta quarta (9), a fim de discutir a elaboração de uma operação emergencial para o abastecimento de água em regiões de Teresina e do interior do estado que se encontram em situações críticas. Um plano de trabalho começou a ser traçado.

Wellington determinou que sejam tomadas providências imediatas enquanto as soluções definitivas são viabilizadas. O primeiro passo é fazer um mapeamento e identificar os municípios em situação limite de falta de água. A partir daí, as necessidades específicas de cada região serão enviadas ao governador, que irá liberar os recursos para as intervenções necessárias.

“Desde o início do ano providenciamos um conjunto de obras. São adutoras, poços e caixas d'água. Em diversas cidades também foram inaugurados sistemas de abastecimento. A questão é que, ainda assim, temos várias regiões que sofrem com a falta de água. Um dos motivos foi a grande quantidade de incêndios, que causou problemas no abastecimento de água, como foi o caso Coivaras, e de e desmoronamento de poços, fato ocorrido em Barras”, atentou.

Para abastecer as regiões até dezembro, o chefe do executivo autorizou a perfuração de poços e o atendimento à população por meio de carros-pipa. “O objetivo é fornecer água às comunidades agora, de imediato. Não queremos que essas pessoas esperem meses e anos pela solução definitiva e fiquem sem água até lá. Também estamos trabalhando as condições de ampliar o decreto emergencial para as cidades que foram atingidas em razão do período seco”, destacou Dias.

Segundo o presidente do Instituto de Águas e Esgotos do Piauí, Herbert Buenos Aires, na maior parte das vezes, a solução para as situações emergenciais é a perfuração de poços. A eficiência dos poços está ligada a quantidade de água que existe na região. Há regiões onde não é possível a resolução do problema pela perfuração. Para estas, temos a solução definitiva, que é uma adutora ou sistema de bombeamento, mas leva tempo para ser finalizada, portanto essas localidades receberão carros-pipa. É o caso do Residencial Jacinta Andrade e o município de Luzilândia”, acrescentou.

Participaram da reunião os gestores da Secretaria de Governo (Segov), Secretaria de Planejamento (Seplan), Secretaria de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Infraestrutura (Seinfra),Instituto de Águas e Esgotos do Piauí (Iaespi), Agência de Água e Esgotos do Piauí (Agespisa), Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH), Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Coordenadoria de Comunicação (CCom), Eletrobras e a Superintendência de Relações Institucionais.

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.capitalteresina.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  18-07-2018 5,6 mil litros de água por segundo serão captados de Corumbá IV em 2019.
  18-07-2018 Falha em adutora prejudica abastecimento de água para 140 mil pessoas em Bauru.
  12-07-2018 Lagoas de VV serão usadas para abastecimento de água em períodos de estiagem.
  11-07-2018 João Grandão solicita perfuração de poços artesianos na Aldeia Limão Verde.
  10-07-2018 Prefeitura de Lagoinha do Piauí realiza obra para regularizar o abastecimento d’água.
  10-07-2018 Nível dos reservatórios da bacia do Rio Paraíba do Sul é pior dos últimos três anos.

 

Parceiros


Publicidade