Notícias   



Tarcizo Freire defende normalização do abastecimento de água para Arapiraca e Agreste

Aumentar o texto: A- | A+
Parlamentar denuncia grande número de vazamentos na tubulação provocando desperdicio de água e cortes no fornecimento

Preocupado com as constantes reclamações e apelos da população de de Arapiraca e região Agreste relacionado aos serviços prestados pela Companhia de Saneamento de Alagoas – (Casal) o deputado Estadual Tarcizo Freire (PP), apresentou na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas – ALE, Requerimento que pede informações ao presidente da estatal, Wilde Clécio Falcão de Alencar, informações sobre as soluções técnicas e respetivos prazos para normalizar o abastecimento de água no município de Arapiraca e Região Metropolitana do Agreste (RMA).

Para o parlamenter arapçiraquense,“É altíssimo o desperdício de água com constantes vazamentos na tubulação provocando interrupções no fornecimento de água causando enorme prejuízos para a população,” disse Freire. O problema não está relacionado apenas a cidade mas em todos os povoados e vilas do municipio, completou Freire.

De acordo com o parlamentar, em um momento inicial após a inauguração da nova adutora do Agreste, a população percebeu uma melhora no abastecimento de água no município, porém, desde meados de 2015 a situação vem se agravando e a reclamação da população aumenta. “Canos estourados, falta de água, sem falar das famílias que há semanas não tem sequer, uma gota de água em suas residências” defendeu o deputado.



De acordo com o parlamenter, em 2014 foi inaugurado o novo sistema adutor do Agreste, que duplicou a capacidade de abastecimento de água da região, que em tese, deveria ter solucionado por alguns anos o problema de água. “É preciso que o presidente da Casal, tome iniciativas como prioridade e encaminhe com em tempo hábil uma solução para esse grave e angustiante problema.” A população clama por providências em tempo hábil, finalizou Tarcizo Freire.

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.cadaminuto.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  16-10-2018 No AP, Macapaba 1 pode ficar sem abastecimento de água por até 48 horas.
  10-10-2018 Estudo retrata pressão da mineração sobre áreas protegidas.
  09-10-2018 Obra na ETA irá duplicar capacidade de abastecimento de água.
  03-10-2018 Abastecimento de água em Goiânia não será afetado graças a gestão hídrica, diz Secima.
  26-09-2018 Samae pede ajuda da população para restabelecer abastecimento de água.
  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.

 

Parceiros


Publicidade