Notícias   



Cabos de energia de poços artesianos são furtados em Parauapebas e cidade fica sem abastecimento de água

Aumentar o texto: A- | A+
Devido o incidente, cerca de 12 mil moradores da cidade devem ficar sem abastecimento nos próximos três dias. Em um dos poços, foram levados mais de 180 metros de cabos de energia.

Cabos de energia de dois poços artesianos que abastecem parte do município de Parauapebas, sudeste do Pará, foram furtados. Devido o incidente, cerca de 12 mil moradores da cidade devem ficar sem abastecimento de água nos próximos três dias. O caso foi registrado na delegacia do município.

Segundo o Serviço autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAEEP), técnicos já trabalham para reestabelecer o funcionamento dos poços furtados. Em um dos poços, foram levados mais de 180 metros de cabos de energia. Em outro, foram levadas peças que compunham o painel de controle, responsável pelo funcionamento de uma bomba d’água.

Segundo a SAEEP, em 2018 já foram registrados 32 furtos de cabos de energia e outros equipamentos de poços artesianos em Parauapebas. De acordo a empresa, quando um poço é furtado, demora até três dias para que o abastecimento seja normalizado.

“A SAEEP tem que fazer todo o projeto de reabilitação do poço antes de normalizar o abastecimento de água. Nós vamos ter que adquirir novas bombas, refazer o cabeamento e instalar novos painéis de controle”, explicou Leônidas Brito, diretor de operações da SAEEP.

Leia mais em: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2018/07/25/cabos-de-energia-de-pocos-artesianos-sao-furtados-em-parauapebas-e-cidade-fica-sem-abastecimento-de-agua.ghtml

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.g1.globo.com  

 » Notícias Relacionadas

  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.
  21-09-2018 Militares brasileiros fazem perfuração de poços de água na Guiana.
  21-09-2018 Abastecimento de água em cidades de AL na seca deve custar R$ 2,3 milhões por mês.
  21-09-2018 Compesa paralisa abastecimento de água em Caruaru, Agrestina e Cachoeirinha.
  18-09-2018 Após um mês sem água, MPF pede que aldeias recebam água em caminhões-pipa.
  18-09-2018 Um ano após crise hídrica, Viçosa e Ubá não têm previsão de racionamento de água em 2018.

 

Parceiros


Publicidade