Notícias   



Governo do Estado ampliará rede de abastecimento de água em Pedro II

Aumentar o texto: A- | A+
Secretário Merlong Solano anunciou medidas emergenciais para enfrentar a crise hídrica no município.

A interligação do poço da Colônia de Pescadores e do poço da comunidade Aroeira ao sistema de abastecimento; a resolução do problema de energia na região do Açude Joana, a fim de permitir a captação de um volume maior de água; e a perfuração de novos poços. Essas foram as medidas anunciadas pelo secretário estadual de Governo, Merlong Solano, nessa segunda-feira (27), em reunião no escritório da Agespisa de Pedro II com a diretoria e funcionários, vereadores e lideranças comunitárias, para enfrentar a grave crise hídrica pela qual passa o município.
O gestor informou que aguarda para os próximos dias um estudo solicitado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) para identificar todas as ocorrências ao longo do rio Corrente, que abastece o Açude Joana, e também uma avaliação do Exército Brasileiro, que esteve no local a fim de verificar a possibilidade de desassoreamento do reservatório de água.

Diversas iniciativas foram tomadas pelo Governo do Estado, como a perfuração de poços na região do açude e a interligação do manancial Pirapora à rede. “Esperávamos que essas medidas fossem suficientes, mas não foram, pois o nível do rio Corrente continua baixando”, frisou Merlong.

O gestor ressaltou a importância de conscientizar a população sobre a necessidade de evitar todo e qualquer desperdício de água e de uma ação mais enérgica contra os desvios clandestinos que sobrecarregam a rede. Merlong explica que as ações têm por objetivo aumentar a produção em até 180 metros cúbicos por hora, necessários para abastecer o município que possui cerca de 40 mil habitantes.

A reunião contou com a presença do chefe do escritório da Agespisa de Pedro II, Beline Evangelista; presidente da Câmara Municipal, vereador Marcelo Coleta; vereador Chico Osmar; vereadora Lurdinha; vereador Evandro Nogueira; vereador Ewerton Filho; ex-vereador Chico Zaca; presidente do PT municipal, Raimundo Nonato; Maria Claudina Oliveira e Raimundo Oliveira, da Obra Kolping; Maria Luíza, do Movimento Água para Todos; e o superintendente da Agespisa de Piripiri, Antônio Meneses. Também participaram da discussão, Genival Carvalho, Francisco Rodrigues, Narciso Ferreira, Washington Mendes, e Manoel Pachêco.
Autoria: Cristal Sá

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.pi.gov.br  

 » Notícias Relacionadas

  28-11-2017 Estudo liga monocultura de eucalipto à falta d'água no semiárido em Minas.
  28-11-2017 Governo do Estado ampliará rede de abastecimento de água em Pedro II.
  07-11-2017 Moradores fecham trecho da BR-020 no Ceará após distrito ficar sem abastecimento de água.
  07-11-2017 Avanços na ciência e tecnologia diminuíram os custos do pré-sal brasileiro e aumentaram a competitividade, afirma especialista.
  01-11-2017 Crise hídrica em Pedro II foi tema de audiência no MP-PI.
  26-10-2017 Copasa emite alerta em relação a abastecimento de água em Paracatu.

 

Parceiros


Publicidade